segunda-feira, 29 de março de 2010

Releitura Privada.

Eu não gosto de ler e me sinto mal por isso.

Não terminei de ler vários, e foram vários livros muito bons – para os outros –, por exemplo: Baudolino; Cem anos de Solidão, um dos livros do Hélio Gáspari (que esqueci dentro de um ônibus, após um hipoglicemia ferrenha) e até um dum Tio meu.

Nesse domingo, de mais uma vitória rubro-negra, véspera de uma semana de trabalho (e lá eu leio, e muito!!!) bateu um vazio intelectual ... me peguei lendo uma Isto É de abril de 2008, e tava gostando ainda....

Diante desse quadro esdrúxulo, não teve jeito... fui numa banca e comprei uma Piauí, conhecem? Revista excelente, que faz uma visão crítica do cotidiano com uma pitadinha de nada de Direito em alguns casos ... é lógico que me identifico muito com essa publicação sui generis.

Ontem li que certos cartões-postais do Rio estavam proibidos. São imagens de um grande patrimônio do Brasil: a bunda feminina, de biquine, em Copacabana!

Cara, eu já me deparei com algum desses suveniers e eles me fizeram essa reflexão: bundas em cartão postal?

É mole? As pessoas tiram fotos de bundas e põem em cartão-postal para eternizar o Brasil, seu, o nosso país.

É absurdo?
Sim! Mas sim, porquê para ver nádegas tão lisas e arredondadas como aquelas, o turista deveria é vir pra cá, trazer seus dólares (dolores) ... o que é que tem? São belezas naturais. Vou ser sincero, as mulheres do Posto 9 ofuscam as Ilhas Cagarras e os Dois Irmãos... sejamos francos, pô.

Estando lá, até mulher bonita e viado olhariam. Respectivamente, ponham a Patrícia Poeta e o Zeca Camargo lá para ver se eles não vão ficar comentando a voluptuosidade da fêmea carioca.

Por falar neles, mas sem mudar de assunto, descobri uma fonte inesgotável de inspiração para o exercício da cricritude, a arte de ser cri-cri: o Fantástico, Show da Vida!

O Zeca Camargo é um cínico e a Patrícia Poeta uma gostosa. Gosto disso, cinismo e mulher boa, mas não na hora de prestar informação. Estamos falando da maior audiência da TV Brasileira.

Pois bem, nesse domingo, o Fantástico exibiu no seu quadro, “Detetive Virtual”, um comercial preconceituoso em relação à mulher brasileira.

Foi este: http://www.youtube.com/watch?v=O8IAamzOImA

Sem dúvida é preconceituoso com nossas mulatas. Subjugam-nas.

Mas ora, é a Globo quem diz isso? Despindo-me daquele discurso clichê anti-Globo, até mesmo porque, sou telespectador dela, lá vão argumentos:

A mesma Globo que bombardeia nossas casas (e eu adoro) com a cobertura completa dos Carnavais de Rio e Sampa, exibindo, bundas, peitos, pererecas e tudo mais ... até vinheta com mulata semi-nuas tem.

A mesma Globo que exalta o Rio como “maior destino do público gay” do mundo (o pessoal GLBT – traveco, corno, essa galera – só quer saber de sacanagem, não sejamos hipócritas).

A mesma Globo que faz uma novela (caraca, às vezes eu vejo, rs), onde todas as mulheres metem chifres nos maridos ...

E não venha falar que são argumentos homofóbico ou machista, sou um pouco de um e nada do outro. E olha, até concordo com o Bruno, vai, mas quando saí na mão com mulher só apanhei e me defendi.

Pô, é muita, muita hipocrisia em rede nacional...

Ah, quer saber, menos TV, minha gente, muito menos. Até mesmo porque estou com 10 quilos a mais do que deveria, meus ternos não me cabem, as bermudas rasgam e o que era G agora é P.










MÚSICA A CALHAR:
“Não esqueça o dia de casamento/ Não esqueça a data de vencimento / Não esqueça o presente de sua cunhada (ai ai) / E perca peso agora / Perca peso agora.” (“Perca Peso”- Móveis Coloniais de Acaju, bandinha boa da gota, sô! Skazeira da porra!)

10 comentários:

Anônimo disse...

dizer que o que era G agora é P é sacanagem, né!

Victor Athayde disse...

Me refiro às camisetas Hering, tá?

Flavia Medeiros disse...

Sobre o comentário do anônimo, melhor não comentar. Hahaha...
Mas te falar que até a minha mãe (que é loura!) já apareceu num cartão postal de Ipanema na década de 70, acredita!? Tudo bem que ela aparecia numa distância razoável, deitada na canga ao lado de umas amigas sem bundas aparentes. Mas fato é que há muito tempo mulheres brasileiras são, de diversas maneiras, produto de divulgação (e exportação!) internacional! Tens razão, é muita hipocrisia.

Eu enquanto mulata frequentadora do posto 9 que gosto de ler, sobre esse post poderia dizer muitas coisas, como sempre digo, mas só tenho a dizer que mandou MUITO bem na escolha da música.

beijo!

Flávia disse...

Também tenho uma lista respeitável de livros a serem lidos, hehe. Mas
termina pelo menos "Cem Anos de Solidão"; é o melhor de todos! (esse eu li todinho) =)
Ah... Eu conheci a Piauí na barca Rio-Niterói através de um moço que distribuía algumas revistas como forma de incentivo à leitura (bacana, né?). Revista muito, muito boa!
Beijo!

Anônimo disse...

Melhor começar a ler, colega. Quem sabe assim seu texto fique menos prepotente.

Victor Athayde disse...

Para Anônimo,
Primeiro, dê a cara à mostra.
Segundo, minha prepotência sempre estará à evidência, pois não me acovardo.
Terceiro, a pergunta retórica "Quem sabe assim seu texto fique menos prepotente." deveria ser pontuada com uma interrogação, colega.

Anônimo disse...

De forma alguma desmerecendo suas críticas e músicas, mas o melhor desse blog é esse sorriso ao lado.

Igor disse...

tambem sofro do mal da impaciencia na hora de terminar um livro (deve ser pq sou hiperativo). Insonia (s.king) me da um puta sono (#ironia) e atualmente to tentando terminar dois ao mesmo tempo... Agora, mudando de assunto, prefere a critica ou o elogio anonimo, sr sorriso prepotente!!!??? huahahuahuhauhauhuahuahuaha

erickaduda disse...

E eu digo... vc meio que pareceu um reaça rs. Não fosse o final, eu jurava que te socava!
Sobre as bundas dos postais: é que o homem não sabe usar atributo melhor pra divulgar o brasil... Apela pras afeições femininas. Mas enfim, tenho discutido muito sobre isso ultimamente, sobre a comercialização da mulher. Se vc quiser, é só sentar numa mesa com a a gente no melhor bar de rock de Vitória.

ESTÉFANO disse...

Vc não terminou de ler Cem Anos de Solidão??!?!!??? Como assim??!?? Eu quase infartei agora. Mas entendo isso. Minha lista do interminados tb é grande.